Você não está logado | Entrar | Cadastrar
14/06/2018

PROPOSTA INDICATIVA PARA AS ELEIÇÕES 2018 AO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - DIRETÓRIO MUNICIPAL RJ







Foto:
PROPOSTA INDICATIVA PARA AS ELEIÇÕES 2018 AO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - DIRETÓRIO MUNICIPAL RJ



Por: Imprensa PPS-RJ

Tendo em vista que as eleições gerais de outubro próximo serão, sem dúvida, as mais importantes da nossa recente história política, após a promulgação da Constituição Cidadã de 1988, que coroou a ultrapassagem do regime autoritário implantado em 1964, e poderão ser um divisor de águas na história do nosso país, e considerando:


1 – Que as lideranças políticas precisam enxergar que está em pauta o desafio da recuperação da legitimidade democrática das autoridades públicas diante da gravíssima crise econômica, política e, particularmente, moral que estamos vivendo, resultado da desastrosa gestão de treze anos de governos petistas, e agravada ainda mais pelo Governo Temer, que, apesar do início da recuperação da economia, não conseguiu cumprir as promessas iniciais das reformas necessárias, em razão das denúncias de envolvimento nos esquemas de corrupção existentes, levando a um quadro de total descrédito por parte da população em relação aos políticos de todos os matizes ideológicos;


2 – Que no Estado do Rio de Janeiro, a crise é ainda pior e, certamente, a mais grave crise econômica, fiscal, social, ética, política e institucional, desde a fusão, em 1974, dos antigos Estado da Guanabara e do Rio de Janeiro, com as principais evidências:


I. quadro de crescente desemprego, enquanto no Brasil os postos de trabalho voltam a crescer, mesmo timidamente;


II. duríssimo ajuste fiscal para assegurar o refinanciamento da dívida do Estado com a União, além de novos empréstimos para o pagamento dos serviços de sua dívida e dos salários e benefícios dos servidores ativos e inativos, e voltar a ter condições para investir nas políticas sociais, particularmente na educação, saúde, segurança e saneamento básico, entre outras áreas;


III. prisões preventivas dos últimos três ex-governadores de um período de 16 anos, acusados de corrupção na operação LAVAJATO, com  Sérgio Cabral, já condenado a mais de 80 anos de prisão, por participação no processo de corrupção em nível nacional e ainda por ter montado um enorme esquema próprio de corrupção, abrangendo as principais áreas da administração, e envolvendo o Tribunal de Contas do Estado, com prisão e afastamento de quase todos os Conselheiros, e o Legislativo Estadual, com a prisão do Presidente e do ex-Presidente, de um período de mais de 15 anos, e do Líder do Governo na casa;


3 – Que o PPS decidiu aprofundar o seu processo de mudanças -  iniciado em 1992 quando da autocrítica em relação ao chamado socialismo real e sua fundação como sucessor do antigo Partido Comunista Brasileiro - se abrindo decididamente para o ingresso de integrantes dos movimentos democráticos da sociedade, como o Agora!, Livres e Acredito, entre outros, e se adequando aos novos desafios colocados em nível mundial para o avanço da democracia e da justiça social, principalmente a globalização e a revolução técnico-científica, e em nível nacional, com as promessas ainda não cumpridas e o esgotamento do sistema político da Constituição de 1988, evidenciado pela desmoralização de quase todos os partidos políticos envolvidos em um verdadeiro sistema criminoso de corrupção revelado pela Operação Lava Jato;


4 – Que esta estratégia de renovação política já começou a dar os primeiros frutos com a vitória do candidato do partido nas eleições suplementares para a Prefeitura de Teresópolis, realizadas no último dia 3 de junho, candidato este recém filiado e integrante do movimento Livres;


5 – Que, entre os quadros políticos que ingressaram no PPS, também recebemos a filiação de Rubem César Fernandes, Fundador do Viva Rio, com larga experiência no combate às desigualdades sociais nas comunidades carentes atingidas pela gravidade da crise que atinge o nosso Estado nas políticas sociais de educação, saúde e segurança pública, principalmente, tendo ainda atuado em situação até mais grave no Haiti;


6 – Que Rubem César Fernandes oferece seu nome para a disputa do Governo do Estado, notícia mais do que alvissareira já que a gravidade da crise, além de atingir as principais lideranças do partido que comandou o Estado nos últimos 12 anos, inibe, inclusive, o surgimento de candidatos de todos os matizes políticos e ideológicos dispostos a enfrentar os seus enormes desafios.


O Diretório Municipal do PPS no Rio de Janeiro decide enviar ao Diretório Estadual a indicação de Rubem César Fernandes como candidato do Partido ao Governo do Estado do Rio de Janeiro, intensificando as ações para a construção de uma candidatura competitiva junto aos demais partidos políticos do campo democrático e reformista do nosso Estado, não alinhados aos partidos responsáveis pela crise que vivemos em nível estadual, se unindo em torno de um projeto que, a um só tempo, inaugure um novo ciclo de desenvolvimento social e econômico a partir dos avanços já alcançados e afaste definitivamente um horizonte confuso de confrontação entre aqueles que defendem projetos antidemocráticos e populistas, tanto de direita, como de esquerda.


Rio de Janeiro, 13/06/2018.


Diretório Municipal PPS/Rio





Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 159 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Deixe seu comentário
Bloqueado
É preciso estar logado para deixar um comentário.
Clique aqui, cadastre-se e participe!!


Este conteúdo tem 0 comentário(s)





Enquete
Em quem você votaria para presidente do Brasil em 2018?


Outros
Michel Temer
Marina Silva
Geraldo Alckmin
Lula
João Doria
Cristovam Buarque
Ciro Gomes
Bolsonaro
Aécio Neves
Opa, selecione uma opção.










Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação | Hospedagem e Manutenção:Núcleo de Tecnologia do PPS
© Partido Popular Socialista - PPS (2008)