Você não está logado | Entrar | Cadastrar

Informativo

Cadastre seu email e receba as notícias do PPS





Seja um Filiado
03/04/2018

ATO DE FILIAÇÃO DE MARCELO CALERO E PAULO GONTIJO NO PPS, LOTA AUDITÓRIO NO RIO DE JANEIRO.







Foto:
ATO DE FILIAÇÃO DE MARCELO CALERO E PAULO GONTIJO NO PPS, LOTA AUDITÓRIO NO RIO DE JANEIRO.



Por: Imprensa PPS-RJ

Um auditório no Rio de Janeiro foi pequeno para o evento político, surpreendendo a todos pela receptividade e motivação do público; também, pela grande quantidade de autoridades e pessoas de grande destaque em diversas áreas. O evento foi criado para oficializar a filiação de duas grandes personalidades jovens e talentosas do atual momento político brasileiro: Paulo Gontijo, publicitário e líder do movimento “Livres!” e Marcelo Calero, diplomata, ex-secretário de cultura do Rio de Janeiro e ex-ministro da cultura.


Abrindo o evento, o coordenador político do PPS-RJ e membro da executiva nacional, Jayme Muniz, formou a mesa com Eduardo Caminha, Roberto Percinoto, Paulo Gontijo, Roberto Freire, Marcelo Calero, Fabiana Scherer e Eliseu Neto.


A presença ilustre do presidente nacional do partido, Roberto Freire, foi marcante, especialmente pela sua lucidez e contextualização quanto aos problemas e possíveis soluções para o terrível momento que o país e, especialmente o Rio de Janeiro, vivem. Mas levou o público às risadas quando anunciou que preferia, antes de qualquer discurso, efetivar logo as filiações antes que os postulantes desistissem; e assim foi feito, um belo momento do PPS-RJ o ato de filiação de ambos os companheiros, sendo Marcelo Calero pré-candidato a deputado federal e Paulo Gontijo, pré-candidato a deputado estadual.


Freire tomou a atenção da plateia com um profundo discurso, especialmente afirmando não haver mais o porquê as diversas correntes não se unirem numa grande frente democrática para salvarmos o país. “- O muro caiu; não há mais o que impeça o diálogo entre correntes diferentes. Não há traição ideológica nisso, o mundo está descortinado e que bom que está havendo esse entendimento, pois o país passa por muitos problemas”.


O presidente se referindo aos novos filiados – Calero e Gontijo – exemplificou que, a vinda dos novos companheiros e de novos movimentos como o Livres e o Agora!, demonstra de forma clara, o compromisso dessa união por uma representatividade responsável. Citou também sobre as diversas mudanças que o PPS passou ao longo da história, as atuais e até algumas futuras, como até uma possível troca do nome do partido, por entender um novo momento de reflexão e chegada de novos quadros, com uma diversidade de pensamentos, mas todos unidos numa caminhada democrática de diálogo e ações pelo bem comum. “– Qual novo partido teremos? Não sei! Dependemos de vocês, dos novos quadros que somarão com os mais antigos, e juntos podemos transformara a sociedade”.


Paulo Gontijo ao se pronunciar, levou o público à reflexão sobre o “novo olhar” que devemos ter sobre a desigualdade, fazendo comparações entre grupos e demonstrado o quanto necessitamos lutar. “– Através desse diálogo, conseguimos levar nossas propostas a diversos outros cidadãos e que originou o movimento Livres. Encontramos no PPS um grupo capaz de se reinventar, que dialoga, tem valores e princípios, pontos em comum que nos confirma essa unidade. Precisamos amar sem medo; ser livres sem medo!”.


Marcelo Calero, demonstrando-se muito efusivo com a presença de vários familiares e pessoas que acreditaram em sua carreira na vida pública e privada, iniciou sua fala lendo um belo texto da companheira de partido, Denise Frossard. Agradeceu à sua equipe de trabalho que tem se dedicado nessa nova empreitada eleitoral, e afirmou que precisamos de novos modelos de nos fazer representar, novas formas, novos caminhos. “– Representamos uma renovação, mas uma renovação com conteúdo e fidelidade aos princípios e valores republicanos, que muito falta em nosso país”.


Mesmo o evento chegando ao seu final, o público continuava lotando o auditório e vibrando com cada palavra de esperança e de convicção de um novo tempo chegando. Nesse sentimento, Roberto Freire para encerrar, diante de tudo o que viu, demonstrou muita esperança, mas deixou explícita a responsabilidade que o grupo, antigos e novos, terá de enfrentar. “– Há necessidade sim, do “novo” na política, mas nunca se esquecendo do “velho”. Necessitamos buscar alternativas nos novos movimentos políticos e sociais; temos a capacidade de representar uma saída contra esses grupos dominantes que estão aí”. Ainda de forma centrada, orientou que o povo brasileiro, não deve ficar nas mãos de uma corte suprema e de manifestações de rua; é preciso unir várias frentes – seja de esquerda ou direita – para formar um grande movimento democrático que venha superar todas essas dificuldades; mas especialmente, com ideia de mudança, liberdade e democracia.





Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1628 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Deixe seu comentário
Bloqueado
É preciso estar logado para deixar um comentário.
Clique aqui, cadastre-se e participe!!


Este conteúdo tem 0 comentário(s)





Enquete
Em quem você votaria para presidente do Brasil em 2018?


Outros
Michel Temer
Marina Silva
Geraldo Alckmin
Lula
João Doria
Cristovam Buarque
Ciro Gomes
Bolsonaro
Aécio Neves
Opa, selecione uma opção.










Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação | Hospedagem e Manutenção:Núcleo de Tecnologia do PPS
© Partido Popular Socialista - PPS (2008)