Você não está logado | Entrar | Cadastrar
20/02/2018

Com voto do PPS, Câmara aprova decreto de intervenção na segurança de RJ







Foto: PPS Nacional
Com voto do PPS, Câmara aprova decreto de intervenção na segurança de RJ



Por: PPS Nacional

A bancada do PPS na Câmara votou nesta segunda-feira (19) a favor da aprovação do decreto de intervenção federal na segurança pública no Rio de Janeiro. A proposta do Executivo foi aprovada por  votos, apesar da obstrução da oposição.


O decreto, que regimentalmente não pode receber emendas, será encaminhado à apreciação do Senado Federal.


Durante encaminhamento do voto favorável à medida, o presidente nacional do PPS, deputado Roberto Freire (SP), criticou a postura da oposição,  que insistia em obstruir os trabalhos para impedir a votação da matéria. ” Não adianta tergiversar,  não adianta buscar o oposicionismo fácil  para se eximir da responsabilidade que todos nós devemos em relação à situação em que vive o Rio de Janeiro e pela segurança pública nacional”, afirmou.


Segundo ele, ao aprovar o decreto de  intervenção, a Câmara junto com o governo federal enfrentam um dos graves problemas da nacionalidade, que é o problema da segurança pública.  “No mesmo dia da edição do decreto, lançamos uma nota pública apoiando a medida,  com PPS do Rio, dizendo que não era intervenção qualquer. Era uma intervenção federal junto à polícia, ao sistema penitenciário, aos bombeiros e à  inteligência para quebrar a  promiscuidade e a corrupção instalada  no Rio entre a cúpula da polícia e o crime organizado”, enfatizou Freire.


“Situação caótica”


Na mesma linha,  o  líder do partido, deputado Alex Manente (SP),destacou a coragem do governo Temer de encaminhar ao Parlamento o decreto de intervenção e  lembrou que o PPS foi o primeiro partido que apoiou a medida por entender que o estado do Rio de Janeiro vivencia uma situação “caótica” na área de segurança.


Ele disse acreditar que a intervenção, apesar de ser um “remédio amargo”, poderá traçar um novo modelo de segurança no país.


“Não podemos mais ficar assistindo a esse estado de coisas:  cidadãos e  crianças perderem a vida, famílias destroçadas por essa violência crescente. Precisamos ter coragem para mudar. Este momento é propício para debatermos um novo modelo de segurança para o Brasil, porque o problema não está localizado no Rio. Está em vários estados”, ressaltou Manente.


Planejamento e vigilância


Já deputada Pollyana Gama (PPS-SP) manifestou preocupação  com a falta de planejamento e a vigilância  das fronteiras dos estados, que, segundo ela, são medidas importantes para que a intervenção em RJ dê certo.


A parlamentar, que é da região do Vale da Paraíba, defendeu a aplicação de  recursos federais para o reforço do serviço de videomonitoramento das estradas, principalmente na Via Dutra, onde são praticados todo tipo de crime.


“Estamos preocupados com os possíveis impactos que a intervenção na segurança do Rio possa trazer a nossa região”, justificou, Pollyana.





Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 668 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Deixe seu comentário
Bloqueado
É preciso estar logado para deixar um comentário.
Clique aqui, cadastre-se e participe!!


Este conteúdo tem 0 comentário(s)





Enquete
Em quem você votaria para presidente do Brasil em 2018?


Outros
Michel Temer
Marina Silva
Geraldo Alckmin
Lula
João Doria
Cristovam Buarque
Ciro Gomes
Bolsonaro
Aécio Neves
Opa, selecione uma opção.










Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação | Hospedagem e Manutenção:Núcleo de Tecnologia do PPS
© Partido Popular Socialista - PPS (2008)