Você não está logado | Entrar | Cadastrar
07/05/2009

PPS, PSDB e DEM divulgam nota em defesa da caderneta de poupança dos brasileiros







Foto:
PPS, PSDB e DEM divulgam nota em defesa da caderneta de poupança dos brasileiros



Por: Da Redação

O PPS, o PSDB e o DEM divulgaram, nesta quinta-feira, nota em defesa da caderneta de poupança. Os partidos acusam o governo Lula de incompentente e omisso e afirmam que mexer na caderneta significa penalizar o trabalhador brasileiro.


Segundo a nota, "o governo Lula tem outros instrumentos fiscais e financeiros para corrigir a política de juros" sem alterar o rendimento ou taxar a poupança. Para os três partidos, ao mexer na poupança o governo vai trair a confiança de milhões de brasileiros.


PPS, DEM e PSDB assumem o compromisso de lutar para que a atual estrutura de remuneração da caderneta de poupança – TR mais 6% de juros/ano, com isenção do Imposto de Renda – seja mantida para todos os depositantes. Leia abaixo a íntegra na nota.


 


EM DEFESA DA CADERNETA DE POUPANÇA

A necessária diminuição da taxa de juros não pode ser feita às custas do rendimento da caderneta de poupança.

O governo Lula tem outros instrumentos fiscais e financeiros para corrigir a política de juros.

A atual estrutura de remuneração da caderneta de poupança – TR mais 6% de juros/ano, com isenção do Imposto de Renda – deve ser mantida para todos os depositantes.

Milhões de brasileiros guardam parte de seu suado salário na caderneta de poupança para construir um futuro melhor.

Mexer na poupança significa penalizar duplamente o trabalhador: com o desemprego causado pela crise econômica e com o risco de ver suas economias corroídas.

Ao contrário do que acusam os porta-vozes do Palácio do Planalto, foi o presidente Lula, e não a Oposição, que criou incerteza sobre a caderneta de poupança.

Foi ele quem no dia 16 de março passado, em Nova Iorque, afirmou que o governo iria intervir na poupança. De lá para cá, ministros da área econômica, presidentes das instituições financeiras estatais, e até o ministro da Comunicação Social, reiteram essa ameaça.

A oposição cumpre o seu dever de alertar o país para os erros do governo Lula. Não poder ficar calada justamente no momento em que ele, por omissão e incompetência, ataca um dos mais caros patrimônios nacionais.

O PSDB, o DEM e o PPS esperam que o governo federal não traia a confiança de milhões de brasileiros e mantenha uma política responsável que preserve a integridade da caderneta de poupança.

Brasília, 07 de maio de 2009


Roberto Freire
Presidente do PPS

Rodrigo Maia
Presidente do DEM

Sérgio Guerra
Presidente do PSDB





Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 110 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Deixe seu comentário
Bloqueado
É preciso estar logado para deixar um comentário.
Clique aqui, cadastre-se e participe!!


Este conteúdo tem 5 comentário(s)





Enquete
Em quem você votaria para presidente do Brasil em 2018?


Outros
Michel Temer
Marina Silva
Geraldo Alckmin
Lula
João Doria
Cristovam Buarque
Ciro Gomes
Bolsonaro
Aécio Neves
Opa, selecione uma opção.










Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação | Hospedagem e Manutenção:Núcleo de Tecnologia do PPS
© Partido Popular Socialista - PPS (2008)